domingo, 27 de outubro de 2013

Hoje tem circo? Tem sim senhor!

Oi artistas e arteiros, tudo bem?

Hoje venho dividir um pouco com vocês algumas coisas que aprendi em um workshop sobre circo que participei na última quarta-feira, dia 15 de outubro.

Confesso que fui com um pouco de medo porque fazer um curso com o pessoal de educação física é covardia,kkkk. Eu paguei muito mico tentando fazer malabares! Sempre fui péssima em esportes e agora só reconfirmei,kkkk. Só sobreviveria em um circo se virasse palhaça ou mágica. Do resto sou uma negação! kkk.

O curso começou com uma pequena introdução sobre a história do circo (que vem desde a antiguidade). Uma curiosidade que eu não sabia era que os artistas circenses davam aula de ginástica em escolas, mas depois foram proibidos. Houve uma separação da ginástica de circo e da ginástica "técnica". Hoje há uma volta, buscando um equilíbrio entre as duas, já que a emoção do circo faz toda diferença.




Gostei muito de participar dos jogos teatrais (sim, e o pessoal de educação física participou em sua maioria). Achei legal para quem trabalha com teatro para fazer com o grupo para trabalhar integração e reconhecimento do espaço cênico, além de trabalhar interpretação.

1- Peça para todos andarem normalmente, ocupando os espaços vazios.
2- Agora todos devem andar mais rápido, estão um pouco atrasados para um compromisso.
3- Observaram o horário e estão mais atrasados, devem andar muito rápido.
4- Estão apertados para ir ao banheiro, estão desesperados a procura de um.
5- Estão com dor de barriga, a coisa piorou.
6- Conseguiram se aliviar.
7- Sairam do banheiro e estão muito felizes, cumprimentam a todos na rua.
8- Se tornaram pessoas "descoladas" e cumprimentam a todos de uma forma diferente, maluca.
9- Cumprimentam a todos que encontram como se fossem antigos amigos que a muito tempo não se encontram.

Gente, eu tive dor na mandíbula de tanto que rir de fazer isso, foi bem legal!

Depois começaram os exercícios com malabares. Achei muito legal a ideia de usar pedaços de 50cmx50cm de tule (véu) para treinar malabares. Eles são mais leves, demoram mais tempo para cair e para lerdos como eu, kkkk, é um ótimo treino,kkkk.

Depois de alguns exercícios eles nos ensinaram a fazer as bolinhas dos malabares com balões, saquinho plástico e sementes de perrila (semente arredondada para passarinhos). A semente pode ser outra, porém o risco de estourar é grande. Se quiser fazer uma bolinha que quique pode-se substituir o saquinho com sementes por um balão com água.  Olha que lindo que ficou!



Aqui dá pra ver a semente. O balão precisa ser cortado, naquela parte superior. Vamos colocando um balão sobre o outro para reforçar. O ideal é de cinco a sete camadas.



Eles levaram alguns livros sobre atividades circenses. Gostei desses aqui.







O Rodrigo, um dos professores do workshop, é palhaço profissional. Fui perguntar para ele sobre qual tipo de maquiagem é ideal para espetáculos circenses. Já comprei algumas e passei nos meus alunos que derretiam muito facilmente. Ele disse que usa as maquiagens abaixo:



 Gente, dei um "google" para ver os preços e fiquei um pouco assustada. Se for para montar um kit básico com um pan cake branco e os lápis pra fazer os desenhos você vai gastar no mínimo R$100,00. Porém é com material mais profissional e com menos chance de ficar derretendo.

Sobre maquiagem só vale lembrar para os professores que antes de pintar a cara toda de uma criança ou adolescente é bom fazer um teste de alergia, passar um pouquinho no braço um dia antes para ver se há alguma reação.

Antes da maquiagem o ideal é limpar e tonificar a pele (se for ficar no sol tem que passar um protetor solar potente) e após a apresentação usar um demaquilante, limpar, tonificar e hidratar.

Espero que tenham gostado pessoal! Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário