domingo, 31 de agosto de 2014

A arte do cinema e sua origem!

Olá artistas e arteiros!

Um dos temas que adoro trabalhar em minhas aulas é o cinema, uma arte tão presente na nossa vida que muitas vezes só a pensamos como mero entretenimento e não o quão rica ela pode ser. Como professora tento abrir os olhos dos meus alunos e trabalhar a sensibilidade deles vendo as infindáveis possibilidades que esta arte oferece.

Este ano mudei um pouco a minha didática de trabalho e se fosse por tudo aqui o post iria ficar enorme. Comecei explicando como surgiu a fotografia, desde experiencias como a câmara escura até as câmeras digitais. Trabalhei os elementos formais das artes visuais na fotografia para sensibilizar os alunos em relação a luz, textura, forma, linhas e cor neste suporte e como vão aparecer depois no cinema. Achei muita coisa neste site chamado Dicas de fotografia, vale muito dar uma lida nos textos!

O cinema surgiu no final do século XIX, em 1895, na França,quando os irmãos Louis e Auguste Lumière inventaram o cinema. Para se chegar à projeção cinematográfica atual, muitos processos de investigação foram feitos em relação aos fundamentos da ciência óptica. Já vem dos primórdios da humanidade a necessidade de registrar movimentos através de pinturas e desenhos nas paredes. 
Há aproximadamente sete mil anos atrás, no oriente, os chineses já projetavam sombras de diferentes figuras recortadas e manipuladas sobre a parede, um jogo de sombras, próprio do seu teatro de marionetes.

 No século XV, Leonardo da Vinci realizou trabalhos utilizando a projeção da luz na superfície (câmara escura). Mais adiante, no século XVII, O alemão Athanasius Kirchner criou a Lanterna Mágica, objeto composto de um cilindro iluminado à vela, para projetar imagens desenhadas em uma lâmina de vidro.



No século XIX, muitos aparelhos que buscavam estudar o fenômeno da persistência retiniana foram construídos, este fenômeno é o que mantém a imagem em fração de segundos na retina. Joseph-Antoine Plateau foi o primeiro a medir o tempo da persistência retiniana, concluindo que uma ilusão de movimento necessita de uma série de imagens fixas, sucedendo-se pela razão de dez imagens por segundo. Plateau, em 1832, criou o Fenacistoscópio, apresentando várias figuras de uma mesma pessoa em posições diferentes desenhadas em um disco, de forma que ao girá-lo, elas passam a formar um movimento.

 




Criado pelo francês Charles Émile Reynaud o Praxinoscópio foi um invento importante para o surgimento do cinema. Este aparelho era um tambor giratório com desenhos colados na sua superfície interior, e no centro deste tambor havia diversos espelhos. Na medida em que girava-se o tambor, no centro, onde ficavam os espelhos, via-se os desenhos se unindo em um movimento harmonioso.



 Dentre outros inventos, há o Cinetoscópio, inventado por Thomas A. Edison, que consistia em um filme perfurado, projetado em uma tela no interior de uma máquina, na qual só cabia uma pessoa em cada apresentação. A projeção precisava ser vista por uma lente de aumento.

Olhem a posição do cidadão para assistir a um filme,rs.




Graças a Deus hoje os filmes são coloridos e já vem com o som. Os primeiros filmes eram em preto e branco e a música era tocada ao vivo dentro das salas de exibição.

Os efeitos especiais do cinema em seu início eram em sua grande maioria mecânicos. Isto quer dizer que coisas precisavam pegar fogo ou explodir de verdade, as maquiagens e fantasias de monstros precisavam ser bem caprichadas pois não haviam ainda os efeitos digitais como temos hoje em dia.

Um grande cineasta destes primórdios foi Georges Meliés. Ele fazia filmes de ficção cientifica usando toda a sua técnica de ilusionismo e muita criatividade. Criou vários processos do cinema como a sobreposição de filmes, o close, story- board e movimentos em slow motion. Seu filme mais famoso é Viagem à lua, de 1902.



Trabalhei com meus alunos o filme "A invenção de Hugo Cabret" que conta a história de Georges Meliés e eu achei muito fofo e didático! Se não assistiu ainda corre porque é excelente!



Passei outros vídeos que achei interessante e vou deixar aqui o link para vocês. 

Stop-motion: técnica de animação que pode ser feita de diversas formas, com fotos, desenhos, etc. Acho este vídeo ótimo para entender quantas imagens são necessárias para criar um filme (conte a quantidade de bloquinhos de papel utilizados!).




Aqui é uma reportagem da rede Globo mostrando como os efeitos especiais foram feitos em alguns filmes. 


 https://www.youtube.com/watch?v=vWLBBL72SHw

Espero que seja útil e que gostem. Até mais pessoal!


Nenhum comentário:

Postar um comentário