sábado, 17 de maio de 2014

Lápis carvão Gioconda da Koh-i-Noor

Olá arteiros, tudo bem?

Hoje vim falar de um material que me surpreendeu muuuuito. Sabe o porquê? Eu sempre fugi de desenhar com carvão porque nunca conseguia um contraste como eu queria. Tenho amigos artistas que fazem desenhos incríveis com o carvão em bastão, aquele usado para desenhar em tela só que eu nunca me adaptei por isso.

Estes tempos atrás fui em uma papelaria e achei esse tal de lápis carvão. Alguns amigos caricaturistas falaram que usavam este lápis para fazer desenho ao vivo. Nem fiquei curiosa né, rs. Além disso, a dona da papelaria disse que quem vivia pedindo este lápis era um senhor que usa para pintar o bigode,kkkkkkkk.



Vamos ao que interessa, como funciona este lápis carvão?
 



Estreei meu lápis em uma encomenda de um desenho de uma caravela e fiquei muito satisfeita com o resultado
Ele é como qualquer outro lápis, madeira em volta e mina de um carvão como eu nunca vi na vida. Sério gente, nunca vi um lápis tão preto! No meu desenho espalhei ele com esfuminho, mas pelo que pude perceber dá para usar algodão e o dedo também.  É melhor não pressionar muito porque ele é muito concentrado.


Aqui dá para perceber bem o poder do preto, como ele é concentrado. Estou usando uma referência de uma tatuagem mais fiz algumas adaptações conforme me foi pedido.


Vou testar fazer retratos com ele porque diferentemente do lápis grafite se você depositar muito, ele não fica com aquele brilho, parece que foi lustrado sabe? Deve ficar lindo!

Pelo preto intenso, por ser fácil de apontar e trabalhar e ter um preço está aprovadíssimo, cinco girassóis de Van Gogh para o lápis carvão!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá Josilene
    Encontrei seu blog fuçando materiais de artes na internet. Gostei do seu blog e principalmente da forma como você fala dos materiais. Graças a você minha listinha de desejos cresce mais um pouco...rs
    Abs.

    ResponderExcluir